Home » Política » Senador flagrado dinheiro na cueca retorna às atividades nesta quinta-feira (18)
- Atualizado em 18/02/21 às 18h15

Senador flagrado dinheiro na cueca retorna às atividades nesta quinta-feira (18)

Decisão foi autorizada pelo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF)

Foto: TV Globo/Reprodução

Redação VN
redacao@varelanoticias.com

O senador Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado pela Polícia Federal (PF) tentando esconder R$ 33 mil na cueca durante uma operação, retornou às atividades parlamentares nesta quinta-feira (18), após a autorização do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em uma publicação na rede social, Rodrigues informou ter encaminhado uma carta aos colegas explicando todo o ocorrido. Na declaração, o senador alegou não saber se ação ocorrida na época em sua residência “se tratava de uma operação policial ou de uma quadrilha” e que agiu “pelo pânico e pelo medo”.

“Confesso que, num dado momento, em meio ao transtorno, fiquei mesmo em dúvida se se tratava de uma operação policial ou de ação de uma quadrilha especializada. Estava dominado pelo pânico e pelo medo. Por aquele momento de desespero, quero pedir desculpas a todos se não consegui manter o comportamento de equilíbrio mais adequado. Poderia ter tido uma reação psicológica melhor? Certamente”, declara o parlamentar no documento. 

Ainda na carta emitida, o senador alega não ter cometido “nenhum ato ilícito, nenhuma ação desabonadora, nenhuma prática ilegal” e que o episódio ocorreu para que pudesse se “aproximar mais dos sofrimentos alheios, para que aumentasse a empatia para com os que sofrem dores muito maiores” e “para entender os que são açoitados por injustiças ainda mais implacáveis”.

O caso do senador não chegou a ser analisado pelo pelo Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado, sendo a última reunião do órgão em setembro de 2019. O político continua sendo investigado pela suposta participação em esquema de fraude e dispensa indevida de licitações; peculato; e organização criminosa, direcionada ao desvio de recursos federais destinados ao combate da pandemia do novo coronavírus. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Autorizada pela Justiça, a operação da PF fez parte de uma investigação sobre supostos desvios de recursos públicos no estado de Roraima, no norte do país. Na época, Rodrigues chegou a negar as irregularidades e que o dinheiro escondido na cueca seria para pagar funcionários.

Leia mais:

Polícia Federal divulga fotos do dinheiro encontrado na cueca do senador Chico Rodrigues; confira

Após senador flagrado com dinheiro na cueca, senado estuda impedir que parentes sejam suplentes

Tópicos: , ,
Link:


COMENTÁRIOS
RELACIONADAS
-->

-->