Home » Política » Rui diz não acreditar em envolvimento de Maurício Barbosa em compras de sentenças
- Atualizado em 29/12/20 às 15h16

Rui diz não acreditar em envolvimento de Maurício Barbosa em compras de sentenças

Chefe do executivo do Estado ainda explicou a razão pela qual exonerou o titular da pasta

Foto: Secom / Divulgação

Redação VN
redacao@varelanoticias.com

Sem citar diretamente o antigo secretário de Segurança Pública do Estado da Bahia, Maurício Barbosa, o governador Rui Costa (PT) comentou pela primeira vez, na manhã desta terça-feira (29), sobre a última fase da ‘Operação Faroeste’, que resultou na exoneração de Barbosa e da delegada e chefe de gabinete da SSP, Gabriela Caldas.

O petista afirmou não acreditar no envolvimento direto da cúpula da secretaria na venda de sentenças no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). “Espero que os citados provem a sua inocência. Esse é meu desejo. Que eles consigam comprovar que são inocentes. Acho pouco provável qualquer relação dessas pessoas com eventuais compras de sentenças”, afirmou o governador.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Para endossar seu ponto de vista, Rui lembrou da fala da ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon, em uma entrevista. “Ela disse que infelizmente o judiciário já conhecia essa prática há 30 anos. Se tem mais de 30 anos, não precisou ao longo desses anos, para se manter, de pessoas da SSP. É o que acredito”, pontuou.

O governador explanou ainda a razão pela qual exonerou os titulares. “Eu não costumo ficar fazendo diagnóstico de processos que estão sob segredo de Justiça, processo que não conheço. Não quero ser leviano em estar condenando ninguém, até porque não conheço detalhes, nem o que está público, nem em sigilo. O motivo da mudança foi óbvio. Há decisão do STJ, afastamento mínimo de um ano. Não havia como manter a SSP na interinidade. Não vamos, evidente, ter essa condição de trabalho. Resolvemos reformular a aprtir dessa decisão”, finalizou.



COMENTÁRIOS
RELACIONADAS
-->

-->