Home » Notícias » Salvador » Prefeitura pretende imunizar 380 mil pessoas na primeira fase de vacinação em Salvador
- Atualizado em 05/01/21 às 11h37

Prefeitura pretende imunizar 380 mil pessoas na primeira fase de vacinação em Salvador

Profissionais de saúde da rede pública e privada, e idosos acima de 70 anos estarão na primeira fase

Bruno Reis
Foto: Brenner Menezes/Redação VN

Antônia Fernanda e Brenner Menezes
redacao@varelanoticias.com

O prefeito Bruno Reis afirmou durante entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (4), que o plano de vacinação que será realizado em Salvador pretende imunizar, na primeira fase, cerca de 380 mil pessoas, sendo elas profissionais de saúde da rede pública e privada, e idosos acima de 70 anos.

Segundo o gestor, a prefeitura está em negociação com BioNTech, Janssen-Cilag, Butantan e Moderna. “Temos conversas avançadas com a Pfizer [produzida pela BioNTech]. A Pfizer tava na expectativa da aquisição do governo federal e disse que somente com aquisição do governo feredal poderá iniciar as conversas com os municípios”, explica gestor.

Bruno ainda afirmou que a escolha da vacina não será influenciada pela nacionalidade da mesma. “[O importante é] que a vacina tenha reconhecimento dos orgãos de fiscalização para ter segurança e eficácia”.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Apesar da prefeitura estar conversando com diversas farmacêuticas, para Bruno, por apresentar 98% de eficácia e ser dose única, a vacina da Johnson, produzida pela Janssen-Cilag, pode ser a melhor escolha.

“Estamos em conversa avançadas com a Jhonson. Na minha opinião é a melhor que tem. […] Ela pode ser armazenada na temperatura de -2 a -8º, e todas as nossas unidades de saúde de Salvador tem condição de armazenar a vacina. A Johnson está dizendo que não tem interesse comercial na vacina, tem interesse social”.

O demista disse que a farmacêutica ficou impressionada com o plano de imunização proposto pela prefeitura, e o considerou o “melhor [plano de vacinação] do Brasil.



COMENTÁRIOS
RELACIONADAS
-->

-->