Home » Notícias » Salvador » Missa e clamor por justiça marcam sétimo dia da morte de Wendell Moura
- Atualizado em 05/01/21 às 14h07

Missa e clamor por justiça marcam sétimo dia da morte de Wendell Moura

Designer foi morto a tiros na Boca do Rio

Foto: Varela Notícias

Matheus Calmon
redacao@varelanoticias.com.br

Familiares e amigos de Wendell Moura, designer assassinado aos 35 anos no dia 29 de dezembro na boca do Rio, se reuniram na manhã desta terça-feira (05) para a celebração da missa de sétimo dia.

Wendell havia saído da casa de um amigo, em Itapuã, e foi caminhar pela orla da cidade. Em seguida ele foi encontrado morto e baleado na Boca do Rio.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Por toda a família, o desejo comum é que a covarde morte do jovem não tenha sido em vão e que as justiças divina e humana sejam feitas. “Queremos justiça pelo crime que a gente acredita ser por homofobia. Ele era um menino sem vícios, sem briga e confusão, amoroso com os familiares, com os amigos. Fomos criados juntos, conhecia a rotina dele, sei que ele era incapaz de se expor gratuitamente ao perigo. Acreditamos que possa ter sido uma tentativa de assalto, mas acho que a morte foi motivada por homofobia”, declarou o primo da vítima, Italo Pereira.

Após a celebração da missa, a família e os amigos estiveram em frente a sede da Secretaria de Segurança Pública da Bahia para pedir por justiça e celeridade na investigação. ‘Não queremos que ele seja mais uma estatística. Pode ter uma outra mãe lá na frente chorando por seu filho, de forma inconsolável”, completou o familiar.



COMENTÁRIOS
RELACIONADAS
-->