Home » Notícias » Brasil » Ministro da Saúde diz que vacinação começará em janeiro e Manaus terá prioridade
- Atualizado em 13/01/21 às 19h04

Ministro da Saúde diz que vacinação começará em janeiro e Manaus terá prioridade

Pazuello ainda alertou que a população deverá compreender que o início da imunização não significa ir para “rua fazendo festa”

(Foto: Reprodução / CNN)

Redação VN
redacao@varelanoticias.com.br

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou, em  pronunciamento nesta quarta-feira (13), que a campanha de vacinação contra o novo coronavírus (Covid-19) começará ainda neste mês.

“Vamos vacinar em janeiro e Manaus será também a primeira a ser vacinada. Ninguém receberá a vacina antes de Manaus”, disse Pazuello. “A vacina será distribuída simultaneamente em todos os estados, na sua proporção de população, e Manaus terá essa prioridade também”, afirmou o ministro.

Após o pronunciamento de Pazuello, o ministério esclareceu que a vacinação em Manaus ocorrerá como em outros locais do país, de forma “simultânea e proporcional”. Além disso, não haverá diferença de data e nem de quantidade de doses em comparação com outras cidades. Haverá apenas diferença de horário, por causa do fuso.

O ministro ainda alertou que a população deverá compreender que o início da imunização não significa ir para “rua fazendo festa”.

“A vacina induz a produção de anticorpos, essa é a função da vacina, ela vai induzir a produção de anticorpos. Quem produz os anticorpos é o próprio ser humano. Essa produção de anticorpos não é no dia seguinte. A literatura fala de 30 a 60 dias. Não é tomar a vacina no dia 20 e no dia 22 estar na rua fazendo festa. Nem vai resolver o problema da infraestrutura e do tratamento precoce de Manaus”, disse Pazuello.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O ministro da Saúde destacou que tem família na capital amazonense e reforçou que o estado não está enfrentando a pandemia de forma isolada do governo federal. “Nós, em Manaus, temos que nos cuidar. Temos que seguir as orientações dos gestores. Não adianta lutar contra isso”, disse. 

“A minha família está em Manaus, todos sabem disso. Minha filha está em Manaus. Então, quero deixar claro pra todos, que nós não estamos nem um pouco afastados de viver o problema de Manaus, estamos dentro do problema com vocês. Contem comigo e com o presidente da República”, completou.

Vacina de Oxford

Na coletiva, Pazuello disse que um avião buscará hoje 2 milhões de doses da vacina de Oxford na Índia. Conforme o colunista da CNN, Igor Gadelha, o cargueiro será da companhia aérea Azul.

A aeronave decolou nesta quarta-feira de Guarulhos e deve pousar, no retorno, no mesmo aeroporto. A expectativa é de que as vacinas cheguem ao Brasil até dia 18 de janeiro, mas, segundo o ministro da Saúde, as doses podem estar disponíveis no país no dia 16.



COMENTÁRIOS
RELACIONADAS