Home » Esporte » E.C.Bahia » “Há uma deficiência absurda da arbitragem brasileira”, afirma Bellintani após empate com o Goiás
- Atualizado em 17/10/20 às 07h28

“Há uma deficiência absurda da arbitragem brasileira”, afirma Bellintani após empate com o Goiás

Segundo presidente, juiz da última partida deixou de marcar dois pênaltis para o Esquadrão

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Redação VN
redacao@varelanoticias.com.br

Mais uma vez a arbitragem voltou a ser o assunto principal do jogo do Bahia. O presidente do Esquadrão, Guilherme Bellintani, falou após o jogo contra o Goiás na última sexta-feira (17) e criticou veementemente não só o árbitro da partida, como a arbitragem brasileira por completo.

De acordo com o presidente, na partida de ontem o juiz Rodrigo Carvalhaes de Miranda deixou de marcar duas penalidades máximas para o Tricolor de Aço e se perdeu completamente no controle emocional da partida, distribuindo cartões para todos os lados.

“Há uma deficiência absurda da arbitragem brasileira, eu não quero ser irresponsável  e me manifestar apenas no calor do jogo, mas o que aconteceu hoje é algo muito sério. Esse senhor que apitou a partida hoje não tem absolutamente nenhuma condição de ser um árbitro profissional no Brasil”, afirmou Bellintani.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Após evidenciar diversos erros do juiz, o presidente do Esquadrão afirmou que já entrou em contato com a comissão de arbitragem e espera que na próxima semana consiga ter uma reunião com um representante da categoria.

“Eu já solicitei há mais de 10 dias um encontro com o presidente da comissão de arbitragem que eu espero que aconteça essa semana, e repito, não vou levar lá um choro de presidente de clube, o que vou levar é uma visão dos erros que vejo que está acontecendo”, finalizou.



COMENTÁRIOS
RELACIONADAS