Home » Notícias » Greve da PM: Após silêncio do governador, categoria já pensa em paralisação
- Atualizado em 18/03/14 às 09h59

Greve da PM: Após silêncio do governador, categoria já pensa em paralisação

Associação de oficiais mantem Assembleia Geral marcada para a próxima sexta (21)

Depois de dois anos que a Bahia recebeu um grande movimento grevista por parte dos policiais militares do estado, a ASPRA (Associação de Policiais, bombeiros e familiares), liderada pelo vereador Soldado Prisco (PSDB), confirma a Assembleia Geral, marcada para esta sexta-feira (21), às 15h no Wet’n Wild, na Paralela. Os policiais reivindicam pelas melhorias salarias, considerado por eles como “um dos piores salários do Brasil”.

Além disso, a PMBA protesta por direitos, garantias e ao plano de carreira que contemplarão o Novo Estatuto, na Nova Lei de Organização Básica e no Código de Ética da Corporação.

Foto: Reprodução internet

Foto: Reprodução internet

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A proposta da reunião é apresentar com detalhes as propostas, o processo de negociação e discutir as ações e articulações a serem adotadas pela PMBA após o pronunciamento do governador.

Segundo o Soldado Prisco, esta será uma assembleia conjunta, unindo a Associação de Oficiais e outras associações. A categoria não descarta a possibilidade de uma greve da Polícia Militar, caso não tenha um posicionamento do poder superior. O grupo afirma já ter enviado uma carta à Jaques Wagner e esperam que seus pleitos sejam encaminhados para a Assembleia Legislativa. O vereador afirmar que eles não querem uma greve, mas isso só vai depender do governo estadual.



COMENTÁRIOS
RELACIONADAS