Home » Sem categoria » Goleiro Bruno faz novas revelações sobre caso Eliza Samudio
- Atualizado em 02/03/20 às 11h13

Goleiro Bruno faz novas revelações sobre caso Eliza Samudio

Ex-atleta falou sobre os envolvidos do crime, Bola e Macarrão

(Foto: Régis Melo)
(Foto: Régis Melo)

Redação VN
redacao@varelanoticias.com.br

O ex-goleiro Bruno Fernandes, condenado a mais de 20 anos de prisão por homicídio, ocultação de cadáver, sequestro e cárcere privado, concedeu entrevista à revista “O Tempo”, em Varginha, no sul de Minas Gerais, onde está em regime domiciliar. Durante bate-papo, ele fez algumas declarações sobre o caso de Eliza Samudio.

O ex-Flamengo disse que o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como Bola, incriminado por ter sido o executor do crime e por ter ocultado o cadáver, não teve envolvimento com o acontecido, além disso, afirma que não conhecia o homem. Segundo Bruno, Bola foi acusado de ter relação com o assassinato apenas por conta de uma “perseguição” e conflitos com o delegado do caso, Edson Moreira.

“Não conheço ele de lugar nenhum, nunca vi o Bola na minha vida. Todos os amigos que eu tinha eu sempre registrei, sempre estiveram nas minhas fotos, uns conhecem os outros, mas o Bola não conheço. A meu ver, pelo que eu já ouvi de história, é muito mais perseguição do que ele nesse caso”, disse.

Bruno Fernandes ressalta que não há provas que possam incriminar Bola, por conta disso, reafirma que acredita na inocência do condenado.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Até que me provem o contrário, para mim, o Bola é inocente. Nesse caso, ele é. Quero avaliar a prova que liga o Bola a esse assunto. Não tem. Foi muito mais naquela época lá, que tinha que condenar, quando o Macarrão falou no júri que o ‘Bruno agora é o mandante, agora fecha. O Bola é o executor’. Tá, ele é o executor, prova isso. Prova também que eu sou o mandante”, completou.

De acordo com o ex-atleta, Luiz Henrique Romão, o Macarrão, é a chave para a resolução do crime e declara que ele já lhe contou o que aconteceu. Bruno também diz que espera que ele conte tudo sobre o caso.

“Acho que ele deve isso para a sociedade. Se ele foi a última pessoa a estar com a Eliza, por que ele não fala onde ela está então? Fala o que aconteceu realmente com ela. Não o que ele falou lá no júri, porque o júri é mentira”, afirmou.

Link:


COMENTÁRIOS
RELACIONADAS
-->

-->