Home » Esporte » Esporte [+] » Gastos com as Olímpiadas de Tóquio já ultrapassa os R$ 66 bilhões
- Atualizado em 16/09/20 às 09h59

Gastos com as Olímpiadas de Tóquio já ultrapassa os R$ 66 bilhões

O valor chega a ser superior aos US$ 14,95 bilhões (R$ 79,1 bilhões) gastos nos Jogos de Londres 2012, até então os mais caros da história

Foto: Divulgação/COI

Redação VN
redacao@varelanoticias.com.br

Um dos membros do Comitê Organizador da Olimpíada de Tóquio 2020, Toshiro Muto desmentiu um estudo da Universidade de Oxford, que diz que a próxima edição será a mais cara dentre todas as Olimpíadas desde 1960.

As Olímpiadas foram adiadas para 2021 por conta da pandemia do novo coronavírus e os gastos excedentes para os jogos tiveram uma média de mais de 200%.

De acordo com os dados do estudo, os japoneses tinham divulgado um orçamento de US$ 7,3 bilhões (pouco mais de R$ 40,2 bilhões) quando Tóquio foi eleita cidade-sede, em 2013. Com o adiamento das Olimpíadas para 2021, esse custo já está em US$ 15,84 bilhões (pouco mais de R$ 83,8 bilhões).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O valor chega a ser superior aos US$ 14,95 bilhões (R$ 79,1 bilhões) gastos nos Jogos de Londres 2012, até então os mais caros da história. Por outro lado, o Comitê Organizador dos Jogos de Tóquio, porém, afirma oficialmente que gastou US$ 12,6 bilhões (mais de R$ 66,6 bilhões).

“Infelizmente, os oficiais e anfitriões das Olimpíadas não costumam informar corretamente sobre os custos e estouros de custos dos Jogos. Portanto, não podemos contar com os organizadores, o COI e os governos para nos fornecer informações confiáveis ​​sobre os custos reais, estouros de custo e riscos de custo dos Jogos Olímpicos. Nossas estimativas são conservadoras porque há muitos custos ocultos que não podemos cobrir”, disse Flyvbjerg.



COMENTÁRIOS
RELACIONADAS