Home » Notícias » Brasil » Ex-presidente e mais 10 viram réus por incêndio no CT do Flamengo
- Atualizado em 20/01/21 às 16h01

Ex-presidente e mais 10 viram réus por incêndio no CT do Flamengo

Os 11 réus responderão por incêndio culposo (sem intenção) qualificado

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Redação VN
redacao@varelanoticias.com.br

Ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello e outras dez pessoas viraram réus após a conclusão das investigações sobre o incêndio no Ninho do Urubu que matou 10 adolescentes.

De acordo com o GE, os 11 réus responderão por incêndio culposo (sem intenção) qualificado, que terminou em morte (de dez pessoas) e lesão corporal, no caso dos três jovens que sobreviveram. 

Como não foram denunciados por homicídio, e sim por incêndio culposo, eles não vão a júri popular.

A tragédia, que deixou dez adolescentes mortos, aconteceu na madrugada de 8 de fevereiro de 2019, quando chamas causadas pelo curto-circuito atingiram as instalações onde os jogadores dormiam. 

Os 11 réus

Eduardo Bandeira de Mello – ex-presidente do Flamengo

Márcio Garotti – ex-diretor financeiro do Flamengo

Carlos Noval – ex-diretor da base do Flamengo, atual gerente de transição do clube

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Luis Felipe Pondé – engenheiro do Flamengo

Marcelo Sá – engenheiro do Flamengo

Marcus Vinicius Medeiros – monitor do Flamengo

Claudia Pereira Rodrigues – NHJ (empresa que forneceu os contêineres)

Weslley Gimenes – NHJ

Danilo da Silva Duarte – NHJ

Fabio Hilário da Silva – NHJ

Edson Colman da Silva – técnico em refrigeração

Tópicos:
Link:


COMENTÁRIOS
RELACIONADAS
-->

-->