Home » Notícias » Brasil » Enem: Abstenções geram desperdício de R$ 332,5 milhões aos cofres públicos
- Atualizado em 19/01/21 às 15h02

Enem: Abstenções geram desperdício de R$ 332,5 milhões aos cofres públicos

Esse valor desperdiçado é quase o dobro de tudo o que foi gasto em 2020 com a Bolsa Permanência

(Foto: Wilson Dias / Agência Brasil)

Redação VN
redacao@varelanoticias.com.br

A abstenção de 2,84 milhões de candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020, número que representa pouco mais da metade (51,5%) dos inscritos, gera um desperdício de R$ 332,5 milhões aos cofres públicos. Isso porque o custo da prova, neste ano, é de R$ 117 por aluno.

Esse valor desperdiçado é quase o dobro de tudo o que foi gasto em 2020 com a Bolsa Permanência, programa de auxílio a alunos de baixa renda em universidades públicas. No ano inteiro, foram empenhados R$ 180 milhões neste subsídio.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O cálculo é o mesmo utilizado pelo Ministério da Educação nos últimos anos para divulgar o desperdício de verba causado por alunos que se inscreveram, mas não compareceram à prova. Ele pega o total gasto na prova (neste ano, R$ 682 milhões) e divide pelo número de candidatos (5,783 milhões de inscritos). Assim, o custo por aluno da prova por aluno em 2020 é de R$ 117. Esse valor vezes o número dos que não foram ao exame (2.842.332) dá o total do desperdício: R$ 332,5 milhões.



COMENTÁRIOS
RELACIONADAS
-->

-->