Home » Política » Com salário de R$ 18 mil, vereadores de Salvador ficam mais “pobres” em 4 anos; veja
- Atualizado em 21/09/20 às 17h19

Com salário de R$ 18 mil, vereadores de Salvador ficam mais “pobres” em 4 anos; veja

Pelo menos cinco parlamentares registraram prejuízos financeiros na declaração de bens ao Tribunal Superior Eleitoral

Chayenne Guerreiro
redacao@varelanoticias.com.br

Dos 43 vereadores de Salvador, pelo menos cinco registraram prejuízos financeiros na declaração de bens disponível ao público no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A declaração deve ser feita de acordo com a declaração de imposto de renda.

Toinho Carolino (PTN), que declarou em 2016 um montante de R$ 710.200,00, viu seu patrimônio ser subtraído nos últimos quatro anos e declarou, em 2020, R$ 589.500,00


Henrique Carballal (PV) disse ter em 2016, R$ 1.237.431,41 em bens. Já em 2020, o valor caiu para R$ 884.366,19. Odiosvaldo Vigas do PDT teve uma das menores perdas. Em 2016 seu patrimônio chegava à R$ 1.345.549,46. Em 2020, o valor é de R$ 1.309.817,00. Ele é vereador há quase 30 anos.

Na outra ponta, está Daniel Rios (Patriota). O parlamentar assistiu nos últimos quatro anos seu patrimônio cair de R$ 210,080,00 para apenas R$ 8.580,00.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Vereador de Salvador desde 2011, o presidente da Câmara Municipal, Geraldo Júnior (MDB), declarou à Justiça um patrimônio de R$38.342,14. Em 2016, o montante acumulado por Geraldinho era de R$ 120.452,57.

Segundo dados divulgados no site da Câmara Municipal de Salvador, o salário atual dos vereadores da capital baiana é de R$ 18.732,00.

Além do salário, cada parlamentar tem direito a contratar até 20 assessores, respeitando o limite da verba de gabinete de R$ 72.249,97.

Os edis de Salvador ainda ganham vale-refeição mensal de R$ 2.200,00 por gabinete, tíquete-combustível mensal de R$ 2.500,00 por gabinete, 500 selos para correspondências por mês e até R$ 420 para uso de telefonia móvel.

Link:


COMENTÁRIOS
RELACIONADAS