Home » Notícias » Brasil » Cerveja Backer: Após dois meses de investigação, 7ª morte é confirmada
- Atualizado em 10/03/20 às 07h59

Cerveja Backer: Após dois meses de investigação, 7ª morte é confirmada

Informação foi confirmada pela Polícia Civil de Minas Gerais

Foto: Divulgação

Redação VN
redacao@varelanoticias.com.br

Dois meses após intensas investigações que ainda não foram concluídas, mais uma pessoa morre supostamente por intoxicação após consumo de cerveja da marca Backer. A informação foi confirmada pela Polícia Civil de Minas Gerais na segunda-feira (9).

De acordo com a Associação Famílias Vítimas da Backer, a vítima, identificada como Ronaldo Vitor Santos, tinha 49 anos. O corpo dele foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) na madrugada.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Desde janeiro, são investigados 38 casos de possíveis intoxicações por dietilenoglicol, substância presente nas cervejas contaminadas. A substância foi encontrada em 11 pacientes que manifestaram dores abdominais, náuseas, vômitos, alterações neurológicas e insuficiência renal.

A investigação segue em andamento. Mais de 50 pessoas, entre familiares, testemunhas e vítimas, foram ouvidas. O bloqueio de bens da cervejaria teve uma queda de R$ 100 milhões para R$ 5 milhões. O valor seria utilizado para custear os procedimentos médicos que as vítimas necessitam, mas o plano de saúde não cobre, além de medicamentos, despesas de acompanhantes nos hospitais, transporte e suporte psicológico para os pacientes e familiares.

Link:


COMENTÁRIOS
RELACIONADAS
-->

-->