Home » Notícias » Salvador » Caso Jaguaribe: Co-autores se envolveram em crime por R$ 30
- Atualizado em 07/01/21 às 11h29

Caso Jaguaribe: Co-autores se envolveram em crime por R$ 30

Dupla de pilotos sinalizaram presença de alvo e ajudaram na fuga de atiradores

Foto: Varela Notícias

Sanny Santana
redacao@varelanoticias.com

Em coletiva realizada na manhã desta quinta-feira (7), o titular da Delegacia de Homicídios Múltiplos, Carneiro, e o Diretor da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Bezerra, falaram sobre o caso da praia de Jaguaribe, que deixou três pessoas mortas e duas feridas.

Os policiais explicaram detalhes sobre as prisões e apreensões realizadas na terça-feira (5) e como ocorreu a ação dos presos envolvidos no crime. De acordo com os investigadores, a dupla de pilotos responsável por ajudar os atiradores na execução participaram do crime pelos valores de R$ 30 e R$ 50 reais.

Os dois pilotos das motocicletas foram autuados em flagrante na DHPP. Ambos figuram como co-autores do crime, já que foram responsáveis pelo acompanhamento dos atiradores até o local da ação.

Foto: Alberto Maraux

De acordo com a polícia, a dupla foi à faixa de areia da praia antes dos atiradores para verificar a presença do alvo Lucas Cruz. Confirmando que o homem estava no local, os pilotos sinalizaram aos homicidas e os disparos se iniciaram. Os dois aguardaram e assistiram toda a prática criminosa até que os criminosos retornassem às motos para a fuga.

Os envolvidos já capturados serão apresentados para audiência de custódia. Ainda não se sabe se será decretada a prisão preventiva ou outra medida. Os demais envolvidos ainda estão sendo procurados.

Durante a prisão dos pilotos, duas motos, capacetes e as vestes utilizadas por eles foram apreendidos. Os materiais foram reconhecidos graças a câmeras de segurança de locais próximos, verificadas pela Polícia.

Questionados sobre um possível envolvimento dos mortos com o alvo do crime, os policiais garantiram que não existe relação, mas afirmaram que dois baleados que estavam com Lucas faziam parte da Boca do Rio.

A Polícia alega não ter certeza da real motivação do crime. Desde o início das investigações, 22 pessoas foram ouvidas e é investigada a existência de um mandante. O principal interessado na morte, porém, não teria agido diretamente na cena do crime.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Leia mais

Dois suspeitos de envolvimento no triplo homicídio de Jaguaribe são presos

Alvo de ataque em Jaguaribe era líder do BDM, diz jornal

Adolescente morto em Jaguaribe é enterrado sob forte comoção: “Cheio de sonhos”

Seis pessoas são baleadas na tarde desta terça (5) em Jaguaribe; três morreram

Caso Jaguaribe: SSP corrige quantidade de mortos e número baixa para três

Adolescente morto em Jaguaribe é enterrado sob forte comoção: “Cheio de sonhos”



COMENTÁRIOS
RELACIONADAS