Home » Notícias » Bahia » Cadastro social vai permitir isenção na conta de água por 3 meses; 677 mil famílias não vão pagar conta de luz
- Atualizado em 02/04/20 às 14h18

Cadastro social vai permitir isenção na conta de água por 3 meses; 677 mil famílias não vão pagar conta de luz

O objetivo é que as famílias não gastem dinheiro pagamento as contas, mas sim comprando alimentos para sobreviver neste período

Foto: Divulgação/Secom

Redação VN
redacao@varelanoticias.com.br

O governador Rui Costa afirmou, durante entrevista na tarde desta quinta-feira (2), que está buscando medidas imediatas para reduzir os custos para a população durante este período de medidas restritivas em decorrência do coronavírus.

Entre as decisões, Rui Costa já havia anunciado a isenção da conta de luz para 677 mil famílias.

“O que nós estamos buscando são medidas eficazes de custo baixo para a sociedade. Ontem anunciei uma medida importante, que tem um custo expressivo, o pagamento da conta de energia para 677 mil famílias, o que dá 2 milhões de 700 mil pessoas que terão o pagamento da energia por 3 meses, feita pelo Governo do Estado”, disse.

“Para isso, a pessoa precisa consumir mais de 80 Kilowatts (kW). Isso significa o valor de uma cesta básica para essas famílias. Então ao invés de pagar a conta de luz, a pessoa vai comprar alimentos para sobreviver”, afirmou.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A outra medida, anunciada nesta tarde, é a isenção da conta de água para as pessoas inscritas no cadastro social.

“O pagamento da conta de água para todas as ligações de famílias que estão no cadastro social da Embasa, e que tem um consumo de água no mês de até 25m³ (metros cúbicos). Nós também vamos enviar um projeto de lei para a Assembleia garantindo o pagamento das famílias que estão no cadastro social e que tem um consumo máximo de até 25m³ por mês, isso significa recurso imediato nas mãos das pessoas”, explicou.

Rui disse ainda, que apesar de não poder ter corte das ligações neste período de 90 dias, passando o prazo, as famílias seriam prejudicadas. E este medida visa evitar esse gasto posteriormente e possibilitando ter dinheiro imeditado nas mãos.

“Eu sei que muita gente fala: ‘Ah, governador, mas está suspenso o corte por 90 dias’. As pessoas que precisam de água e de energia elas pensam o seguinte: ‘Está suspenso o corte, mas depois de 90 dias vão cortar. Eu vou ficar se água e sem energia?’ Então evidente que acaba tendo que pagar. Mas aqui não, o governo do Estado está assumindo que vai pagar essas contas”, explicou.

Tópicos: ,
Link:


COMENTÁRIOS
RELACIONADAS