Home » Política » Bolsonaro fala sobre atraso no boletim da Covid-19: “Acabou matéria no Jornal Nacional”
- Atualizado em 06/06/20 às 08h20

Bolsonaro fala sobre atraso no boletim da Covid-19: “Acabou matéria no Jornal Nacional”

JN informou que iria começar a utilizar os balanços das secretarias estaduais de Saúde

(Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

Redação VN
redacao@varelanoticias.com.br

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou sobre o atraso na divulgação do boletim do Ministério da Saúde com os dados atualizados sobre a Covid-19 no Brasil. Antes divulgado às 19h, o balanço passou a ser publicado às 22h. Em declaração em frente ao Palácio da Alvorada e transmitida pela CNN, o militar reformado chamou a Rede Globo de “TV funerária” e disparou: “acabou matéria no Jornal Nacional”.

O presidente não confirmou ter autorizado a ordem para que a mudança do horário ocorresse depois da exibição do telejornal, contudo, afirmou que com a alteração, os dados saem “mais consolidados”.

“Não interessa de quem partiu, é justo sair às 22h, é o dado completamente consolidado. Muito pelo contrário, não tem que correr para atender a Globo. (…) É para pegar o dado mais consolidado. E tem que divulgar os mortos no dia. Por exemplo, parece que dois terços dos mortos eram de dias anteriores, o mais variado possível. Tem que divulgar os do dia. O resto consolida pra trás”, defendeu.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Tem que saber quem perdeu a vida por causa da Covid ou com Covid. Às vezes a pessoa tem dez comorbidades, 94 anos, e pegou o vírus. Potencializa. A Globo, o Jornal Nacional, gosta de dizer que o Brasil é recordista em mortes. Falta, inclusive, seriedade. Bota mortes por milhão de habitante. É como querer comparar morte do Brasil, que tem 200 milhões de habitantes, com país que tem 10 milhões de habitantes”, completou.

Após a decisão do presidente, o Jornal Nacional informou que iria começar a utilizar os balanços das secretarias estaduais de Saúde. O programa começa às 20h30. Em nota lida durante a edição do JN de sexta-feira (05), a Globo comentou a decisão do governo em fazer a alteração.

“O público saberá julgar se o governo agia certo antes ou se age certo agora. Saberá se age por motivação técnica, como alega, ou se age movido por propósitos que não pode confessar mais claramente. Os espectadores da Globo podem ter certeza de uma coisa: serão informados sobre os números tão logo sejam anunciados. Porque o jornalismo da Globo corre sempre para atender o seu público.”



COMENTÁRIOS
RELACIONADAS