Home » Política » Baleia Rossi promete analisar pedido de impeachment de Bolsonaro caso eleito
- Atualizado em 12/01/21 às 20h43

Baleia Rossi promete analisar pedido de impeachment de Bolsonaro caso eleito

Candidato utilizou seu histórico político como argumento para não deixar um possível pedido de impeachment passar batido

Foto: Varela Notícias

Luiz San Martin e Chayenne Guerreiro
redacao@varelanoticias.com.br

O candidato a Presidência da Câmara, Baleia Rossi (MDB-SP), um dos deputados que votou a favor do impeachment da ex-presidenta Dilma Roussef (PT), esteve nesta terça-feira (12) em Salvador para um encontro com o governador da Bahia, Rui Costa (PT), e deputados da base do partido no estado.

O PT nacional já manifestou apoio a Rossi na disputa da presidência do legislativo nacional, porém a bancada baiana foi a única que negou o suporte ao deputado. O encontro de hoje foi justamente para o emedebista convencer os baianos a apoiá-lo.

Questionado sobre um possível arrependimento de ser a favor do impeachment de Dilma, o parlamentar desconversou e falou sobre diferenças político-partidárias com a legenda.

“A aliança da Frente Ampla foi feita diante de um diálogo, desde a redemocratização do Brasil nós não vimos uma união de partidos que pensam diferente, mas que tem na defesa da democracia e principalmente na independência da Câmara a sua unidade”, disse Baleia.

O candidato à presidência do legislativo nacional garantiu que não existem rusgas entre ele e a ala mais conservadora do partido, a exemplo o senador Jaques Wagner (PT), ministro da Casa Civil no governo Dilma e braço direito da presidenta, o qual, segundo Rossi, o garantiu apoio.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O parlamentar falou ainda sobre a possível exigência do PT nacional para apoiar sua candidatura, que seria a análise dos pedidos de impeachment contra Bolsonaro, após uma gestão de Rodrigo Maia marcada por apenas notas de repúdio contra o presidente.

“A questão que foi colocada é uma questão que está na constituição, e é prerrogativa do presidente da Câmara dos deputados, portanto nós não vamos abrir mão das prorrogativas do presidente e vamos fazer todas as análises, não é algo que é bandeira de uma candidatura, mas tem que ser analisado de acordo com o que diz a nossa constituição, não abriremos mão de nenhum instrumento para defender a nossa democracia”, afirmou.

“Como presidente do MDB, em todos os momentos que o poder judiciário supremo foi atacado, ou a nossa democracia, ou a própria Câmara, eu sempre fiz de maneira clara a defesa das instituições, e pretendo como presidente da Câmara ter a mesma postura”, completou.

Pressionado pelo Varela Notícias se ele votaria, como deputado, a favor do impeachment de Jair Bolsonaro, Baleia Rossi não descartou a possibilidade. “Eu posso dizer que cabe ao presidente da Câmara dos deputados analisar de maneira séria, de maneira firme, dentro do que diz a constituição, de qualquer pedido que ocorra para o presidente da República”, finalizou.

Ao todo, 1459 pessoas e organizações assinaram pedidos de impeachment do presidente Jair Bolsonaro até meados de agosto. Dos 55 pedidos enviados ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e recebidos pela casa, apenas um foi arquivado até hoje.



COMENTÁRIOS
RELACIONADAS