Home » Notícias » Brasil » Após confirmação do óbito, suspeita de matar atriz pornô a facadas vendeu pertences da vítima
- Atualizado em 13/09/20 às 13h22

Após confirmação do óbito, suspeita de matar atriz pornô a facadas vendeu pertences da vítima

Caso ocorreu no Rio de Janeiro

Foto: Reprodução Redes Sociais

Redação VN
redacao@varelanoticas.com

Uma atriz pornô, identificada como Luane Honório de Souza Rios, conhecida artisticamente como Aline Rios, 28, morreu após passar três meses internada em um hospital após ser esfaqueada no pescoço por uma amiga dentro de casa. De acordo com a família da vítima, após o crime, a suspeita começou a vender os pertences da atriz. O caso ocorreu no Rio de Janeiro.

Para o UOL, a tia de Luane, que preferiu não se identificar, contou que horas após a confirmação da morte da sobrinha, a suspeita começou a vender os objetos da casa da vítima.

“Ela mesmo me ligou antes de ser levada para a polícia para prestar depoimento e me falou que vendeu os pertences da minha sobrinha. A motivação do crime foi maldade, uma maldade tremenda. Ela é uma pessoa ruim. Eu espero que a justiça seja feita. Essa menina é perigosa”, declarou.

Segundo a polícia, a suspeita é usuária de drogas e a hipótese é que ela estivesse sob efeitos de entorpecentes no dia do crime. A corporação relatou também que ela já prestou depoimento e confessou o delito.

A polícia informou que a jovem não foi presa devido a ausência de flagrante, mas que um mandado de prisão deve ser expedido nos próximos dias. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Relembre o caso

Uma semana antes do crime, Luane abrigou a suspeita na casa onde morava. Segundo a tia da atriz, a vítima abrigou a jovem por achar que a “menina precisava de ajuda” por não ter parentes na cidade. 

No dia da agressão, 25 de maio, após ser esfaqueada, Luane chegou a ir para rua pedir socorro. A vítima ficou internada em estado grave, mas não resistiu aos ferimentos. A morte da atriz foi confirmada no início de setembro.

Cerca de três facas quebradas foram encontradas na residência. 



COMENTÁRIOS
RELACIONADAS