Home » Notícias » Aos 71 anos e doente, ex-apresentador da TV Itapoan pede ajuda: “Preciso de um abrigo”
- Atualizado em 30/08/13 às 12h04

Aos 71 anos e doente, ex-apresentador da TV Itapoan pede ajuda: “Preciso de um abrigo”

Mesmo com apoio da família, “Big Ben”, ícone do rock passa por problemas. Veja vídeo

por Valter Lima

Um forte fedor de urina persegue Big Ben. Mesmo vestido de forma simples, com uma bermuda e uma camiseta, o ex-apresentador da TV Itapoan não consegue se livrar do mau cheiro.

No quarto e cozinha, onde mora de aluguel no Engenho Velho de Brotas, Waldir Serrão, o “Big Ben”, tenta manter em ordem as últimas coisas que lhe restam: Uma cama, um gaveteiro quebrado, com algumas roupas, uma televisão, e uma mesa que possui os registros mais importantes da vida.

É neste quarto onde "Big Ben" mora, sozinho. Apoio de vizinhos mantém o ex-roqueiro e apresentador de TV ainda vivo.

É neste quarto onde “Big Ben” mora, sozinho. Apoio de vizinhos mantém o ex-roqueiro e apresentador de TV ainda vivo.
Fotos: Kiko Freitas / Varela Notícias

Nesta bagunçada mesa estão as fotos com os filhos, uma em preto e branco, dos tempos que comandava um programa de calouros na TV Itapoan, e outra com um quase esquecido time do Galícia, onde jogou quando jovem.

Aos 71 anos, Big Ben mantém um cd de coletâneas de um grande amigo, como conexão entre a vida real e o personagem que encarnou por anos: Um disco de Raul Seixas, nosso Rei do Rock, é o ultimo de uma coleção particular que já foi a maior da Cidade Baixa, onde os dois, ainda jovens, se conheceram e se tornaram quase irmãos.

Waldir Serrão foi um dos maiores divulgadores do Rock na Bahia, logo no surgimento por aqui, na década de 1950. Tinha mais discos que Raul Seixas e foi por esse motivo que os dois se aproximaram e firmaram uma sólida amizade.

O porta-retrato, quebrado, sustenta uma das poucas fotos dos tempos áureos de cantor e apresentador.

O porta-retrato, quebrado, sustenta uma das poucas fotos dos tempos áureos de cantor e apresentador.

Filhos de industriários, Waldir e Raul fizeram do ritmo o motivo de encontro no antigo Cine Roma de jovens que curtiam aquele balanço, com a criação de bandas famosas na época.

O nome artístico “Big Ben”, adotado em referência ao um DJ famoso, levou Waldir ao estrelato em emissoras de rádio e na televisão, onde comandou por anos um programa de calouros na TV Itapoan.

Essa fama e dinheiro foram embora. Hoje, Waldir, o “Big Ben”, está doente, pobre, e só não está completamente abandonado por causa do amor das irmãs, pelo carinho de alguns vizinhos e de uma grande amiga.

A foto com os filhos é uma das coisas mais preciosas de Waldir na humilde casa onde mora.

A foto com os filhos é uma das coisas mais preciosas de Waldir na humilde casa onde mora.

O forte fedor de urina, sentido logo quando nos aproximamos do ex-apresentador e quando entramos no quarto onde dorme tem explicação: “Ele se ‘mija’ quase o tempo todo, isso quando não faz outras ‘necessidades’ na roupas”, afirma Cristiane, uma das vizinhas.

A situação só não é mais crítica porque alguns moradores se prestam a ajudar. Em especial Solange, grande amiga de Waldir nos tempos áureos, e a filha dela, Tâmara:

“A gente sempre toma conta dele, limpa as coisas e arruma o quarto. Mas não dá para fazer o tempo todo”, garante. “A irmã dele sempre nos manda dinheiro, e usamos para comprar comida e fazer a limpeza. Quando falta, a gente completa”.

Tâmara e a mãe, Solange, são as guardiãs do nosso ídolo do Rock. Com a ajuda das irmãs de Waldir, elas lutam para manter o ex-apresentador, mas passam por grandes dificuldades.

Tâmara e a mãe, Solange, são as guardiãs do nosso ídolo do Rock. Com a ajuda das irmãs de Waldir, elas lutam para manter o ex-apresentador, mas passam por grandes dificuldades.

Waldir se mantém altivo, mesmo com a idade avançada. Atende todos com uma atenção e energia parecidas aos dos tempos de ídolo do Rock e da TV. Mas há momentos em que tudo isso foge do controle: “Tem horas que ele aparece aqui gritando aqui, nu, sem roupa”, afirma Sandra, outra vizinha que ajuda sempre que pode.

“Ele tem transtorno bipolar e depressão”, garante Lourdes Serrão, uma das irmãs de Waldir que mantém os cuidados, mesmo com todas as dificuldades. “Essa estória de fazer xixi nas roupas deve ser para chamar atenção. O médico dele diz que ele não tem problema nenhum na bexiga”, afirma “Lurdinha”.

Waldir Serrão, o "Big Ben", mora uma comunidade humilde no Engenho Velho de Brotas, em Salvador.

Waldir Serrão, o “Big Ben”, mora uma comunidade humilde no Engenho Velho de Brotas, em Salvador.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Aos 74 anos, três a mais que o irmão, Lourdes se emociona ao falar, pelo telefone, sobre a situação de Waldir: “Eu gostaria muito de poder ajudar mais, mas minha idade já me atrapalha e sofro muito com isso”.

Os problemas de “Big Ben”começaram, de acordo com os amigos, quando ele saiu da TV Itapoan, ainda na década de 1980, e teriam se agravado após o fim do primeiro casamento, que lhe proporcionou os dois filhos que ele conhece, e que mantém as fotos na mesa como forma de alimentar o amor.

Apesar de doente e debilitado, Waldir mantém próximo a ele as fotos mais importantes que ele se orgulha.

Apesar de doente e debilitado, Waldir mantém próximo a ele as fotos mais importantes que ele se orgulha.

Mesmo conhecendo a segunda mulher, com quem conviveu por mais de 20 anos, “Big Ben” não conseguiu administrar as poucas riquezas que construiu.

A crise em definitivo veio após o fim do segundo relacionamento. Apesar de mantermos contato, a ex-esposa concedeu algumas informações, mas não quis ter o nome divulgado.

Um cd de coletâneas de Raul Seixas é o último elo de Big Ben com o amigo, que conheceu quando ainda jovem, na Cidade Baixa.

Um cd de coletâneas de Raul Seixas é o último elo de Big Ben com o amigo, que conheceu quando ainda jovem, na Cidade Baixa.

“Ela o ajudou muito e só não ajuda mais porque está doente e precisa se recuperar”, afirma Lourdes, irmã de Waldir, fazendo uma justa referência à última companheira de “Big Ben”.

O motivo para a falência financeira e a atual dificuldade teria sido a vida boêmia. “Waldir gostava de estar com menininhas jovens e elas arrancaram o dinheiro todo dele”, afirma Lourdes.

Os moradores da comunidade onde "Big Ben" mora enfrentam dificuldades para ajudá-lo, e pedem um abrigo para o ex-cantor e apresentador.

Os moradores da comunidade onde “Big Ben” mora enfrentam dificuldades para ajudá-lo, e pedem um abrigo para o ex-cantor e apresentador.
Fotos: Kiko Freitas / Varela Notícias

Da família original, não tem mais notícias do filho, Elvis e da filha, Silvia. Ao ser perguntado sobre o assunto, Waldir começa a gaguejar e pede: “Por favor, não quero falar sobre isso”.

Os vizinhos criticam o distanciamento da família: “A filha dele não vem mais aqui porque acha que é lugar de pobre”, acusa uma das vizinhas de Waldir.

“A filha teve uma criança recentemente e não está tendo condições de vê-lo, defende Lourdes. O Varela Notícias procurou manter contato com Silvia, mas nenhum dos dois telefones foi atendido.

Um dos maiores nomes do Rock sofre de depressão e transtorno bipolar e pede um abrigo para poder passar e velhice em paz.

Um dos maiores nomes do Rock sofre de depressão e transtorno bipolar e pede um abrigo para poder passar e velhice em paz.

A situação de quase desamparo fez os amigos e o próprio “Big Ben” pedirem ajuda. “Ele quer ir para um local onde tenha mais gente para conversar, um abrigo onde possa ser cuidado”, garante Tâmara Pimentel, filha de Solange, que o acolheu há cerca de dois meses, quando ele veio pedir socorro.

“Eu queria um lugar para ficar, um abrigo”, fala Waldir. Mesmo em tempos tão difíceis, ele não esquece do passado, ao ver o canal onde trabalhou por anos: “Sempre assisto. Bate uma saudade. Foram tempos bons”, define.

Assista aqui um vídeo exclusivo, feito pelo Varela Notícias, com Waldir Serrão, o “Big Ben”, um dos maiores nomes do Rock da Bahia e do Brasil, falando da situação em que se encontra e da ajuda que precisa:

Link:


COMENTÁRIOS
RELACIONADAS