Home » Notícias » Brasil » Anvisa recebe pedido para uso emergencial da CoronaVac no Brasil
- Atualizado em 08/01/21 às 12h11

Anvisa recebe pedido para uso emergencial da CoronaVac no Brasil

Este foi o primeiro pedido de uso emegencial de uma vacina no país

Foto: Agência Brasil

Redação VN
redacao@varelanoticias.com.br

O Instituto Butantan entregou na manhã desta sexta-feira (08) à Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, o pedido para uso emergencial da CoronaVac, vacina produzida em parceria com a SinoVac.

Este foi o primeiro pedido de uso emegencial de uma vacina no país. Agora, a Agência tem um prazo de 10 dias corridos para analisar o processo. No primeiro dia serão analisados os documentos e, em caso de ausência ou inconsistência, a Anvisa notifica a SinoVac, que terá 10 dias para enviar novamente.

Nas redes sociais, o governador de São Paulo, João Dória, disse que a CoronaVac “comprovou sua eficácia e segurança e agora poderá imunizar milhões de brasileiros”.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Nesta quinta-feira (07), o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, anunciou a compra de toda produção do Butantan, que foram incorporadas ao plano nacional de imunização.

A CoronaVac tem 78% de eficácia em casos leves da doença e 100% contra casos graves, segundo anunciado pelo Butantan.

“A vacina mostrou 100% de eficácia contra casos graves e moderados. Não houve nenhum caso grave de Covid-19 entre os voluntários imunizados com a vacina do Butantan”, disse o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, em nota.

A previsão do governo federal é iniciar a imunização em todo o país no dia 20 de janeiro. Segundo o Ministério da Saúde, a vacinação será iniciada uniformemente em todo o território nacional.

Tópicos: ,
Link:


COMENTÁRIOS
RELACIONADAS
-->

-->