Home » Notícias » Brasil » Amazonas tenta transferir 60 bebês prematuros para outros estados devido à falta de oxigênio
- Atualizado em 15/01/21 às 14h51

Amazonas tenta transferir 60 bebês prematuros para outros estados devido à falta de oxigênio

Também foi feita hoje uma solicitação para que os governadores confiram se há leitos de internação neonatal disponíveis

(Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil)

Redação VN
redacao@varelanoticias.com.br

O governo do Amazonas avisou, nesta sexta-feira (15), aos outros estados do Brasil que precisa transferir pelo menos 60 recém-nascidos prematuros que estão internados em Manaus e correm risco de ficar sem oxigênio.

Também foi feita hoje uma solicitação para que os governadores confiram se há leitos de internação neonatal disponíveis. As informações foram confirmadas pelo canal de televisão CNN através do secretário de Saúde do Maranhão e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Carlos Lula.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Segundo o secretário, o Maranhão irá receber de cinco a dez bebês prematuros. Outros estados ainda precisam verificar quantos recém-nascidos conseguiriam receber. Ainda não se sabe como se dará a logística para viabilizar a transferência dos bebês.

Atualmente, Manaus vive novamente uma situação grave, com fim do oxigênio em algumas instituições médicas, conforme relatos divulgados na Folha de S. Paulo. 



COMENTÁRIOS
RELACIONADAS
-->

-->