Home » Notícias » AGORA É COM A JUSTIÇA: Médica é indiciada por crime triplamente qualificado na morte de irmãos em Ondina
- Atualizado em 20/10/13 às 09h24

AGORA É COM A JUSTIÇA: Médica é indiciada por crime triplamente qualificado na morte de irmãos em Ondina

Inquérito foi encaminhado pela polícia ao Ministério Público

Após uma semana de investigação, a polícia Civil concluiu o inquérito sobre o acidente que matou os dois irmãos Emanuel e Emanuelle Dias, no último dia 11. Os dois se chocaram com um poste no bairro de Ondina. A principal acusada é a médica Kátia Pereira, de 45 anos, que teria provocado o acidente.

Irmãos morreram na hora.

Irmãos morreram na hora, ao se chocarem com o poste.
Fotos: Reprodução / Record Bahia

A oftalmologista foi indiciada pela polícia por duplo homicídio triplamente qualificado. O levantamento feito pela delegacia do Rio Vermelho, que cuida da área onde aconteceu o acidente, tem cerca de 100 páginas.

Carro onde estava a médica ainda desviou de um ponto de ônibus e de um outro veículo antes de invadir esta grade.

Carro onde estava a médica ainda desviou de um ponto de ônibus e de um outro veículo antes de invadir esta grade.

No inquérito, foram ouvidas várias testemunhas. Um último depoimento, com o marido da médica, estava programado para esta sexta-feira (18), mas não ocorreu.

Kátia é apontada como uma pessoa tranquila pelos amigos, mas é acusada pela polícia de ter matado os jovens.

Kátia é apontada como uma pessoa tranquila pelos amigos, mas é acusada pela polícia de ter matado os jovens.
Fotos: Reprodução / Facebook

Kátia é apontada como a responsável por provocar o acidente que matou os dois irmãos, que tinham 21 e 23 anos. Testemunhas ouvidas pela polícia afirmam que a médica jogou o carro em cima das vítimas.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Emanuel e Emanuelle tinham 21 e 23 anos. Mortes abalaram a família.

Emanuel e Emanuelle tinham 21 e 23 anos. Mortes abalaram a família.

A hipótese é reforçada pelas imagens de câmeras de segurança, que flagram o carro da médica em alta velocidade, indo em direção à moto onde estavam as vítimas. Em outro plano, o carro já aparece tentando desviar de possíveis colisões, uma contra um ponto de ônibus lotado e outra contra um carro na contramão.

Promotor Davi Gallo tem cinco dias para analisar inquérito e apresentar denúncia.

Promotor Davi Gallo tem cinco dias para analisar inquérito e apresentar denúncia.
Foto: Kiko Freitas / Varela Notícias

A médica teve a prisão preventiva decretada na terça-feira (15). O crime é triplamente qualificado porque, na investigação da polícia, teria sido por motivo fútil, resultou em perigo comum (haveria o risco de outras pessoas terem morrido) e por ter tornado impossível a defesa das vítimas, que não sabiam que seriam arremessadas contra o poste.

Vivaldo Amaral terá a ajuda do veterano Tilson Santana na construção da defesa da médica.

Vivaldo Amaral terá a ajuda do veterano Tilson Santana na construção da defesa da médica.
Foto: Kiko Freitas / Varela Notícias

O inquérito foi encaminhado para o Ministério Público da Bahia, e em cinco dias deve se pronunciar se aceitou ou não a denúncia feira pela polícia. A médica continua detida na penitenciária feminina de Salvador.



COMENTÁRIOS
RELACIONADAS
-->

-->